Juros compostos com aporte mensal: o que são e como calcular

Junte-se à nossa comunidade de
investidores com conhecimentos únicos
sobre longevidade financeira

Juros compostos com aporte mensal são um tema de especial interesse para quem investe no longo prazo.

Nesse grupo, estão aqueles que planejam um futuro tranquilo, com uma boa reserva financeira para a aposentadoria.

Uma escolha sábia, cabe dizer.

Afinal, complementar a renda e não se limitar ao benefício do INSS pode significar novos sonhos sendo concretizados mesmo depois de trabalhar.

Se a perspectiva agrada, não deixe de acompanhar este artigo até o final.

Vamos explicar o que são juros compostos e como eles podem ser um aliado importante para aumentar seu patrimônio.

Siga a leitura e descubra que, com disciplina e planejamento, é possível fazer seu dinheiro aumentar de forma consistente.

Juros compostos com aporte mensal: o que são?

Antes de falar sobre juros compostos com aporte mensal, precisamos destrinchar todo esse conceito.

Vamos começar com os juros, que representam o rendimento que o investidor tem quando um valor é aplicado.

Eles são indicados através de um percentual sobre o valor investido e podem ser calculados como juros simples ou juros compostos.

Nos juros simples, a taxa incide somente sobre o valor inicial.

Já no regime dos juros compostos, a correção do mês é somada ao capital para o cálculo do mês seguinte.

É por isso que, nesse sistema, o rendimento sobe mais rápido do que nos juros simples. É o que chamamos de juros sobre juros.

Mas e os juros compostos com aporte mensal?

Nesse caso, além da correção da aplicação ter como base os juros compostos, o investidor ainda realiza aportes mensais, uma contribuição realizada a cada 30 dias para aumentar o valor investido inicialmente, sempre com a perspectiva de resgate a longo prazo.

Entendendo os juros compostos

Para ficar mais fácil entender como funcionam os juros compostos, vale recorrer a um exemplo.

Vamos supor que um investidor faça uma aplicação inicial de R$ 20 mil em um produto financeiro qualquer.

A partir daí, temos duas possíveis situações:

  • Taxa de juros simples de 5% ao mês: todos os meses, ele terá um ganho de R$ 1 mil. No final de um ano ele terá acumulado R$ 32 mil
  • Taxa de juros compostos de 5% ao mês: a cada mês ele terá um ganho diferente. No primeiro mês, o rendimento é de R$ 1 mil. A partir do segundo, com os juros sobre juros, os ganhos já somam R$ 1.050. Esse movimento segue e, no final de um ano, ele terá acumulado R$ 35.917,13 – quase R$ 4 mil a mais do que nos juros simples.

Cálculo de juros compostos com aporte mensal

Antes de falarmos sobre o cálculo de juros compostos com aporte mensal, é importante ressaltar que o valor da contribuição (a cada mês) não é menor do que o dobro da menor parcela do ativo.

Isso significa que, ao investir em um fundo cuja cota mínima seja R$ 300,00, o ideal é que o aporte mensal seja de, no mínimo, R$ 600,00.

Então, imagine que você colocou esse valor em um fundo de investimentos com juros compostos de 10% ao mês e aporte mensal.

  • Ao final de um mês, você acumulará R$ 600,00 + R$ 60 = R$ 660,00
  • Ao final de dois meses você terá R$ 660,00 + R$ 600,00 (aporte do mês) + R$ 126,00 (juros sobre o valor acumulado total) = R$ 1.386
  • Ao final de três meses você terá R$ 1.386 + R$ 600,00 (aporte do mês) + R$ 198,60 = R$ 2.184,60.

É dessa maneira que os juros compostos com aporte mensal são calculados.

Em três meses, o rendimento líquido foi de R$ 384,60. Pode parecer pouco, mas esse ganho só foi possível justamente em razão dos aportes mensais.

Sem eles, no longo prazo, a rentabilidade se tornaria bem menos atrativa, mas ainda superior ao registrado com juros simples.

Simulador de juros compostos com aporte mensal

Na internet, não faltam sites que oferecem a opção de simulação de rentabilidade.

Você pode recorrer a eles para conhecer os valores que retornariam em ganhos de uma aplicação com juros compostos com aporte mensal.

Alguns desses sites são: EasynvestCarteira Rica e Forex Social.

Juros compostos x aposentadoria tranquila

Como vimos até aqui, os juros compostos pagam melhores rentabilidades em investimentos.

Por isso, aplicações financeiras com esse método de reajuste se candidatam a melhores alternativas para o longo prazo.

Ou seja, se você não quer depender no futuro apenas da aposentadoria pelo INSS, vale olhar com carinho para as opções do mercado.

Não se trata de mágica, de deixar um investidor rico de um dia para o outro.

Porém, como já explicado, os juros compostos podem render um bom dinheiro e tornar novos sonhos realizáveis.

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre os juros compostos com aporte mensal e da oportunidade que representam para um futuro mais tranquilo.

Você tem agora boas informações para começar a avaliar uma aplicação financeira no longo prazo.

Sempre lembrando que qualquer investimento precisa respeitar a sua condição financeira e o seu perfil de investidor.

Alguns são mais voláteis, outros oferecem maior segurança e tem aqueles que prometem bons lucros, mas não sem sujeitar você a riscos maiores.

Por tudo isso, o mais seguro é sempre buscar informação especializada.

Isso você encontra por aqui, no Canal do Bolso. Deixe seu comentário e compartilhe o conteúdo nas rede sociais.


Artigos Relacionados